Saiba quais são os principais cuidados com os termogênicos

Apesar de estimularem a queima de gordura, eles precisam seu consumidos com moderação!

O uso de qualquer tipo de suplemento só deve ser feito com orientação médica.

Um dos produtos mais usados por frequentadores de academia são os termogênicos. O princípio dessa suplementação é simples: há um aumento da temperatura corporal. Esse processo ocorre por meio de desacoplamento mitocondrial – um processo celular, o que faz com que o organismo consuma mais calorias e acelere o metabolismo, levando à perda de gordura corporal. Mas será que existem risco em consumi-los? Quais são os cuidados com os termogênicos?

Atenção!

Os termogênicos não devem ser consumidos sem recomendação específica. Ana Paula Moura, nutricionista e coach em emagrecimento e qualidade de vida, esclarece três pontos que devem ser levados em consideração antes do uso do produto: necessidade, rotina e efeitos colaterais. “Cada termogênico possui uma dosagem de produtos bem específica e, portanto, as ações no organismo são diferenciadas. Além disso, pessoas com problemas cardiovasculares jamais devem fazer uso desse suplemento sem prévia autorização de seu médico”, explica Ana Paula.

Entender os cuidados com os termogênicos é essencial para garantir sua eficácia e proteger sua saúde.

Entender os cuidados com os termogênicos é essencial para garantir sua eficácia e proteger sua saúde. FOTO: Shutterstock

Anote as dicas sobre os cuidados com os termogênicos

A nutricionista pontua cada um desses aspectos a serem considerados e explica os principais cuidados com os termogênicos. Confira!

  1. Necessidade: o uso do termogênico não deve ser feito de forma aleatória ou leviana. É preciso que um profissional capacitado tenha avaliado toda a conjuntura da pessoa e, a partir daí, entender qual o produto mais indicado e a forma de uso. “Aspectos como o objetivo, características físicas, problemas em consumo de cafeína e outros são levados em conta”, pontua a nutricionista. Além disso, Ana Paula afirma que “não existe nada que produza o efeito termogênico que um bom treino produz”. Outro ponto importante a ser frisado é que, o termogênico, por si só, produz pouco ou nenhum efeito no gasto de perda calórica. “É preciso conciliar com atividade física”, diz Ana.
  2. Rotina: a utilização de termogênicos precisa ser pensada também de acordo com a rotina da pessoa. “Estilo de vida e frequência de treinos são quesitos a serem considerados”, explica a nutricionista. Se o treino é feito antes de dormir ou logo ao acordar também são pontos importantes. “O uso de termogênicos algumas horas antes de dormir pode prejudicar bastante seu sono, pois as substâncias estimulantes tem um efeito forte no sistema nervoso central”.
  3. Efeitos colaterais: muitas pessoas sentem efeitos colaterais intensos ao utilizar termogênicos. Os efeitos mais simples podem ser boca seca, tremores, insônia e alterações de humor. Em casos extremos e raros, podem ocorrer arritmias, infartos e AVC. Esses efeitos se dão pela ação das substâncias presentes na medicação sobre o sistema nervoso central, estimulando o mesmo. Ao sinal de qualquer pequena alteração, é sinal de que o uso deve ser interrompido.

Consultoria Ana Paula Moura, nutricionista

Fonte: altoastral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + 7 =